Saúde

Imagine isso: No início do dia, Mike fala com seu smartphone e sua assistente virtual exibe uma tela personalizada dedicada à sua saúde e bem-estar. Há uma mensagem de parabéns dizendo que ele ganhou um vale-presente de sua loja de ciclismo favorita por atingir sua meta de composição corporal. O poder desse sistema é que ele integra as necessidades de trabalho com os requisitos de saúde pessoal. Ele mostra a agenda de reuniões da manhã e sugere um espaço para uma corrida em grupo na hora do almoço que se encaixa no dia dele. Há uma lista de tarefas já organizada com base nas prioridades e prazos do Mike, mas também uma análise do padrão de sono da noite anterior, algumas sugestões sobre como melhorar seu sono e um sinalizador de que Mike precisa se reidratar para manter o pico da função cognitiva. Para criar esse agradável ritual matinal, o empregador do Mike usa a IA para conectar e analisar dados gerados por suas preferências, comportamentos e dados biométricos. A nova tecnologia incentiva Mike a trazer todo o seu potencial para o trabalho e, ao fazê-lo, fortalece a conexão com seu empregador. No final, todos se beneficiam. A cena descrita acima fornece uma visão do futuro do trabalho, no qual os empregadores usam tecnologia digital, big data e inteligência artificial para melhorar o bem-estar de todos os funcionários e fortalecer essa relação empregador-funcionário. A tecnologia impulsiona o engajamento, o que melhora a produtividade e a cultura da empresa. Os funcionários querem carreiras que complementem suas vidas pessoais, e não o contrário. Isso gera maior demanda de flexibilidade das políticas nas empresas, o que traz benefícios para o funcionário e para o empregador. Cinquenta e um por cento dos funcionários querem mais opções de trabalho flexíveis que permitam período de folga prolongado, para idas à academia, cuidar de alguém quando necessário e evitar trajetos na hora do rush (ou deslocamento total).1 Com essa capacidade de equilibrar, mais headspace pode ser usado para ideias inovadoras, ao invés de se preocupar com quem está buscando as crianças na escola. De fato, um em cada dois empregados quer uma ênfase maior no bem-estar no local de trabalho. 1 A tecnologia é crucial para facilitar esse desejo. A tecnologia não apenas permite que os empregadores ofereçam benefícios de escolha, flexibilidade e sob demanda em um sentido prático, mas também aprimora a experiência geral do funcionário por ser relevante para uma pessoa. Os funcionários agora esperam que a experiência tecnológica que recebem fora do trabalho reflita a tecnologia a que eles têm acesso dentro do trabalho. As organizações que demoram a adotá-la descobrirão que estão ativamente desengajando a sua força de trabalho. Como 61% dos funcionários escolhem saúde como sua principal preocupação2, é importante prestar atenção a isso. O fornecimento de soluções que abrangem o alcance do verdadeiro bem-estar, de aplicativos de meditação, visitas virtuais a médicos, treinamento em condicionamento biométrico e outras ferramentas, aprimora os valores, a cultura e a produtividade da empresa.  É por isso que a Mercer adquiriu a Thomsons Online Benefits em 2016 com sua tecnologia líder, a Darwin. A Darwin ajuda os funcionários a conectar seus benefícios com suas vidas, dando-lhes acesso para personalizar sua oferta de benefícios. Ela fornece aos empregadores uma única fonte de dados de benefícios, permitindo uma visão completa do seu esquema em nível nacional, regional ou mundial, e a capacidade de tomar melhores decisões sobre como investir seus benefícios para um ótimo retorno do investimento. Para os empregadores, oferecer soluções personalizadas usando tecnologia ajuda a personalizar os benefícios para os funcionários, resultando em maior impacto e engajamento. As empresas que estão usando uma abordagem pautada em tecnologia estão fazendo bastante sucesso. Aquelas com tecnologia para medir o impacto de seu programa de benefícios estão 80% mais propensas a responder à necessidade de bem-estar dos funcionários.3 Estamos apenas começando a entender como a tecnologia pode ser aplicada para promover o bem-estar. As empresas que investem em tecnologia têm uma vantagem competitiva, porque seus funcionários saudáveis e felizes podem prosperar.4 Ao colocar as diversas necessidades de seus funcionários no centro de seus esforços, os empregadores podem levar o engajamento e a produtividade a um nível nunca antes imaginado.   1. Global Talent Trends Study 2018 https://www.mercer.com/our-thinking/career/global-talent-hr-trends.html 2 Global Talent Trends 2017 https://www.mercer.com/newsroom/global-talent-trends-2017.html 3 Global Employee Benefits Watch 2017/18 Report https://www.thomsons.com/resources/whitepapers/global-employee-benefits-watch-201718/ 4 Thriving in a Age Of Disruption https://www.mercer.com/our-thinking/thrive/thriving-in-a-disrupted-world.html

Martine Ferland | 24 jan 2019
tiles1

Contact Us

Speak with a Mercer consultant.

back_to_top