Carreira

Ao longo dos anos, temos testemunhado a transformação verdadeiramente impressionante das mulheres na força de trabalho da Arábia Saudita. O Decreto Real de 2017, que reconheceu o direito de dirigir das mulheres, foi um passo monumental para a mobilidade das mulheres que trabalham. Entretanto, mudanças significativas começaram a tomar forma muito antes: da indicação da primeira Vice-Ministra em 2009 à aceitação de mulheres no Conselho Shura em 2013. A transformação foi impulsionada principalmente por um foco geral na educação das mulheres. De fato, em 2008 foi anunciado que a Universidade Princess Nourah em Riade era a maior universidade para mulheres do mundo.1 Esses passos foram apenas a ponta do iceberg na preparação, pela Arábia Saudita, do cenário para a participação igualitária da mulher no cenário mundial, que se tornou um fator crucial para o sucesso do plano Saudi Vision 2030.2 De um ponto de vista global, o Reino da Arábia Saudita participa de um diálogo maior que está ocorrendo na força de trabalho. Essa conversa inclui a equiparação salarial na América do Norte, a falta de representação feminina nos conselhos da Europa e tudo o que está relacionado a essas questões. Aliás, a Mercer dirige uma campanha em colaboração com o Fórum Econômico Mundial, que inclui um estudo chamado When Women Thrive ("Quando as mulheres prosperam"). De acordo com o estudo, no nível de mudança atual, serão necessários 217 anos para resolver a diferença econômica global entre os gêneros. Ao mesmo tempo, torna-se cada vez mais claro que a igualdade de gênero e a participação das mulheres na força de trabalho devem ser levadas em conta para o crescimento dos negócios e da sociedade como um todo. O relatório também sugere que a diversidade na força de trabalho é um imperativo dos negócios que comprovadamente impulsiona os resultados. Organizações em todo o mundo estão percebendo os benefícios e se esforçando para aumentar a representação na alta diretoria e possibilitar a ascensão profissional das mulheres. Da perspectiva local, apoiando a concretização do Saudi Vision 2030, têm ocorrido muitos anúncios de organizações reconhecidas, tanto no governo quanto no setor privado, nomeando mulheres como líderes, executivas e membros de conselhos de direção. Recentemente, a Saudi Aramco, a empresa de petróleo mais lucrativa do mundo, indicou sua primeira mulher para o conselho de administração, enquanto o Citigroup indicou uma mulher para liderar seus negócios na Arábia Saudita. As empresas vêm alcançando um progresso sustentável no aumento da representação na alta diretoria, possibilitando a ascensão das mulheres e reduzindo a distância salarial. Elas estão contratando e promovendo funcionários com base na competência, já que talento e capacidade são os fatores determinantes do sucesso operacional, e as mulheres estão prontas para liderar o caminho. Então, como exatamente as organizações da Arábia Saudita vão garantir que as mulheres prosperem, impulsionando assim o plano Saudi Vision 2030? Hoje, quase 50% da população da Arábia Saudita é composta por mulheres, mas atualmente apenas 20% da força de trabalho é de mulheres.3 Entre mulheres com educação superior, essa porcentagem é maior. Existe espaço para utilizar esse talento com a liberação do enorme potencial das mulheres na Arábia Saudita. O estudo When Women Thrive lista maneiras como as organizações podem fomentar a igualdade entre os gêneros. Por exemplo, analisar os dados da força de trabalho permite que os empregadores vejam quais as experiências de carreira que possuem maior valor para o desenvolvimento e avaliar se as mulheres têm ou não acesso igualitário a essas oportunidades. Os empregadores podem então considerar oportunidades de requalificação e otimizar o emprego dos talentos de modo a garantir que as funcionárias fiquem satisfeitas com o seu aprendizado. Como resultado, as organizações se beneficiam da motivação dos funcionários, que encontram novas maneiras de produzir valor. Com a transformação em larga escala da Arábia Saudita, as pessoas e as competências serão fundamentais para o sucesso do plano Saudi Vision 2030, uma vez que as pessoas são a força motriz por trás de toda grande mudança. Devido aos avanços recentes nas oportunidades para as mulheres e ao conhecimento e às competências que elas trarão para uma força de trabalho cada vez mais diversificada, o crescimento sustentável depende do aproveitamento dos talentos corretos para alimentar o futuro. O resultado é a mudança de posicionamento da Arábia Saudita, de um país que foi movido pelo petróleo para um país movido pelo talento. "Ao longo dos próximos anos, será fascinante ver como as mulheres continuarão a moldar o crescimento da Arábia Saudita para liberar o verdadeiro potencial do país no cenário mundial." 1"World's Largest University for Women Launched in Saudi Arabia", Arab News, May 2011,https://www.edarabia.com/21384/worlds-largest-university-for-women-launched-in-saudi-arabia/. 2"Our Vision: Saudi Arabia, the Heart of the Arab and Islamic Worlds, the Investment Powerhouse and the Hub Connecting Three Continents," Saudi Vision 2030, https://vision2030.gov.sa/en. 3Trading Economics, 20 Million Indicators From 196 Countries,https://tradingeconomics.com.  

Najla Najm | 02 mai 2019
tiles1

Contact Us

Speak with a Mercer consultant.

back_to_top